01 . fev . 2018 Mindfulness e Bem Estar  

Aprenda a praticar mindfulness para gerenciar o estresse

Aprenda a praticar mindfulness para gerenciar o estresse

Muda o ano, renovam-se planos e objetivos, mas uma coisa permanece a mesma: a percepção do estresse como um dos grandes vilões do nosso século. Hoje você vai aprender a praticar mindfulness para gerenciar o estresse!

No corre-corre cada vez mais acelerado que vivemos, por vezes, somos engolidos pela rotina, atropelados por atividades e responsabilidades, convocados a desempenhar simultaneamente diversos papéis sociais e o pior, na maioria das vezes, com a convicção de que essa é a vida que temos hoje e não há muito que se possa fazer a respeito. Quando nos damos conta já estamos exaustos, esgotados, estressados. Esse cenário soa familiar? 

Lei também: Mindfulness: o que é e por que está se falando tanto sobre o assunto?

Estressando-se: o mecanismo do estresse

Diante de uma ameaça ou desafio percebido, nosso cérebro envia sinais para liberar hormônios de estresse no organismo e, assim, mobilizar o nosso corpo para ação ativando uma série de mecanismos fisiológicos e comportamentais. É uma resposta adaptativa muito útil se você precisa reagir rapidamente e, por assim dizer, fugir ou matar um leão!

Nossos pensamentos e preocupações são os leões da vida moderna.

Aprenda a praticar mindfulness para gerenciar o estresse

E eles são muitos! Tantos que na maior parte do tempo se quer nos damos conta da influência que eles têm na forma como nos sentimos e (re) agimos. Vivendo numa espécie de “piloto automático”, desconectados de nós mesmos, vamos experimentando situações sentidas como cada vez mais estressantes e se não ganhamos consciência disso vamos, pouco a pouco, nos desequilibrando, adoecendo e esvaziando a nossa vida de sentido e bem estar.

E lá vem ele novamente: Mindfulness para gerenciar o estresse!

A experiência de estresse não está só na sua cabeça; ela está também no seu corpo. O corpo funciona como um sistema de alarme precoce que sinaliza quando há algum desequilíbrio. Nosso corpo inteiro armazena informação e comunica experiências o tempo todo.

E aqui entra o Mindfulness! A prática pode nos ajudar “a ouvir” com mais clareza e gentileza os sinais que o nosso corpo emite. Habitar o corpo, sentir o corpo é um convite a estar no momento presente, afinal, o corpo “existe” aqui e agora; sentimos o corpo aqui e agora.

Inconscientes da nossa experiência corporal – uma tensão muscular que se intensifica, um desconforto abdominal, uma sensação de formigamento nas mãos, o encurtamento ou travamento da respiração – deixamos escapar os primeiros sinais de que algo está em desequilíbrio e antes que se potencialize ou se torne insustentável escolher como agir ou lidar com o que surge.

Estar presente no corpo é um exercício e uma estratégia eficaz para cultivar uma maior clareza sobre como nos relacionamos com o mundo dentro e fora de nós. Como lidamos com o que nos desafia ou nos ameaça. Assim, criando espaço para reconhecer limites e necessidades, identificar padrões, explorar possibilidades, praticando gentileza e não julgamento.

Vamos praticar mindfulness para gerenciar o estresse?

  • Pare. Sinta a respiração. Permita-se apenas sentir.
  • Convide-se a levar a sua atenção para o seu corpo. Habitando-o em toda a sua extensão.
  • Respire.
  • Permaneça presente em seu corpo.
  • Investigue com curiosidade.
  • Dos pés aos joelhos, quadris, costas, abdômen, tórax, ombros, braços, pescoço, cabeça, rosto, maxilar. Lentamente honrando cada parte do seu corpo.
  • Respirando.

Faça esse exercício sempre que possível! Boa prática!

ingrid pena psicóloga

Ingrid Pena

Psicóloga | CRP 08/20413

Psicóloga metida à antropóloga. Residiu fora do país por 07 anos e atuou em contextos variados como hospitais, centros de acolhimento para população migrante e refugiada e empresas. Atualmente trabalha na Secretaria de Saúde com população Travesti e Transexual. Apaixonada pela diversidade e o florescimento humano.
Veja todos os posts de Ingrid Pena