31 . mar . 2017 Bem Estar  Depressão  Prevenção e Saúde  

Combata a depressão com uma alimentação saudável

depressão alimentação saudável

Sabemos o quanto é importante termos uma alimentação e um estilo de vida saudável para termos saúde, evitarmos o surgimento de uma série de doenças, melhorar a imunidade, melhorar o rendimento esportivo e melhorar a disposição e produtividade, certo?

Além de todos esses benefícios, você sabia que pode combater a depressão com a alimentação saudável?

A depressão é uma doença do sistema nervoso caracterizada principalmente por perda de energia e cansaço constante, mas uma boa alimentação e nutrição pode melhorar esse quadro. Isso mesmo, um estudo conduzido por pesquisadores australianos demonstrou que a intervenção dietética é um tratamento eficaz para a depressão clínica.

Confira a metodologia do estudo:

O estudo incluiu 67 pacientes com depressão moderada a grave, e foi dividido em 2 grupos:

  • Grupo Tratamento: Recebeu 7 sessões de aconselhamento nutricional de 60 minutos cada.
  • Grupo Controle: Recebeu apenas protocolo de apoio social.

58 desses participantes receberam também outros tratamentos ativos (psicoterapia, e/ou medicação).

O Grupo Tratamento recebeu orientações baseadas nas recomendações na Dieta Mediterrânea e da Alimentação Grega: Aumentar ingestão de frutas, vegetais, oleaginosas, grãos integrais, carnes magras e peixes e diminuir ingestão de alimentos correlacionados com um maior risco de depressão: açúcar, amidos refinados e alimentos altamente processados.

Os pesquisadores encontraram uma diferença estatisticamente significante de 7,1 pontos na Escala de Avaliação de Depressão de Montgomery-Asberg (MADRS) em favor do grupo de tratamento. Os pesquisadores ainda afirmam que houve uma redução de 2,2 pontos no MADRS para cada 10% de aderência ao padrão alimentar mais saudável. No grupo tratamento, cerca de 32% dos doentes atingiram a remissão, em comparação com 8% no grupo de controle”, afirmam os autores.

Resultados do estudo:

Alimentos que melhoram o humor!

Esses alimentos possuem nutrientes que são responsáveis por aumentar a produção dos hormônios serotonina e dopamina, que são responsáveis pela sensação de prazer e bem estar.

  • Proteínas magras: Carnes magras, peixes, ovos
  • Leguminosas: ervilha, grão de bico
  • Frutas: abacate, banana, melancia, ameixa, acerola, goiaba, abacaxi, laranja
  • Legumes e verduras: Couve-flor, espinafre, couve
  • Oleaginosas: castanhas, nozes e amêndoas
  • Leites e derivados desnatados
  • Cereais integrais: arroz integral, aveia, gérmen de trigo
  • E sim, até o Chocolate. Dê preferência para as versões com mais cacau e menos açúcar.

Vale ressaltar que assim como a orientação de evitar produtos industrializados e ultraprocessados é válida para sermos mais saudáveis, o mesmo vale para combater a depressão, portanto, fuja dos industrializados.

depressão alimentação saudável - livro - a dieta do bom humorCuriosidade: Você sabia que existe a dieta do bom humor? A nutricionista Sonia Tucunduva Philippi é autora do livro “A Dieta do Bom Humor”. No livro ela garante que emagrecer não é sinônimo de tristeza.

 

Referências

Dieta saudável reduz sintomas de depressão, revela estudo. Disponível em: < https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/11/29/dieta-saudavel-reduz-sintomas-de-depressao-revela-estudo.htm>. Data de acesso: 27/03/2017.

Jacka FN, O’Neil A, Opie R, et al. A randomised controlled trial of dietary improvement for adults with major depression (the “SMILES” trial). BMC Medicine. 2017; 15:23.

Phillipi S. A dieta do bom humor: Disponível em: < http://www.buscape.com.br/a-dieta-do-bo-humor-sonia-tucunduva-philippi-8576950022>. Data de acesso: 27/03/2017.

Tua Saúde. Saiba o que comer para sair da depressão: Disponível em: <https://www.tuasaude.com/dieta-e-depressao/>. Data de acesso: 27/03/2017.

Mirelli Dantas Andrade

Nutricionista | CRN 3-41051

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo desde 2013, especializada em Nutrição Esportiva pela Faculdade Integrada AVM desde 2015 e em Informática em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) desde 2016. Possui aprimoramento profissional em nutrição clínica pela Faculdade de Saúde Pública – USP. Atua como consultora de Nutrição, oferecendo hábitos mais saudáveis para que a qualidade de vida e produtividade seja prioridade para empresários.

Veja todos os posts de Mirelli Dantas Andrade