30 . nov . 2017 Prevenção e Saúde  

Controle a endometriose com uma alimentação saudável

endometriose alimentação

Você sabia que, segundo estudos, uma alimentação saudável pode ajudar a controlar a progressão e o desenvolvimento da endometriose?

Primeiro, vamos entender o que é endometriose!

O endométrio é a camada interna do útero que se renova todos os meses com a menstruação. Esse tecido cresce por estímulo do ciclo menstrual e tem a função de preparar o órgão para receber o embrião. Porém, quando a gestação não acontece, ele descama e é expelido através da menstruação.

A endometriose são fragmentos do endométrio que se encontram fora da cavidade uterina, em outros órgãos como ovários, intestino, bexiga… o tecido “gruda” e se comporta como se ainda estivesse revestindo o útero, causando uma inflamação.

E o que causa a endometriose?

São se sabe ao certo a causa, mais fatores genéticos, imunológicos e ambientais (como poluição), fatores emocionais (ansiedade, stress) e sedentarismo podem estar relacionados ao aparecimento da doença.

Quais os sintomas mais comuns?

  • Infertilidade
  • Menstruação irregular
  • Cólica menstrual excessiva
  • Dores durante a relação sexual
  • Cansaço e fadiga

Qual a relação da endometriose com a alimentação?

Sabemos que uma alimentação inadequada pode não ser a causa da endometriose, mais algumas mudanças alimentares associadas ao tratamento clínico, podem beneficiar as mulheres portadoras de endometriose, melhorando os sintomas e as dores causadas pela doença.

10 dicas alimentares para o controle da endometriose

  • Mantenha o peso saudável (o excesso de gordura aumenta a produção de hormônios femininos)
  • Evite o consumo de gordura trans (presente em sorvetes/bolachas recheadas)
  • Prefira os carboidratos nas versões integrais: pão, arroz e massas (eles têm um maior teor de vitaminas e fibras)
  • Evite carnes gordurosas e embutidos: as gorduras saturadas podem agravar a doença (elas estimulam a produção de prostaglandinas que causam inflamação e dor)
  • Prefira as versões orgânicas dos alimentos (livres de agrotóxicos, antibióticos e hormônios)
  • Reduza o consumo de cafeína
  • A ingestão de açúcar (contido em doces, bolos, bolachas) deve ser reduzida, uma vez que o açúcar pode levar ao aumento de peso e ao desequilíbrio da relação insulina/glicose
  • Não exagere em bebidas alcoólicas
  • Reduza o consumo de alimentos ultra processados (ricos em conservantes)
  • Pratique atividade física

Alimentação Protetora

A boa notícia é que estudos mostram que a alimentação tem um papel significativo no desenvolvimento e na progressão da doença, mais em sua maioria das vezes causando um efeito protetor, por isso é importante prestar atenção e aumentar o consumo de alguns nutrientes:

Vitaminas do complexo B

fontes de vitaminas do complexo B - endometriose alimentação

Essas vitaminas são necessárias ao bom funcionamento das glândulas produtoras de hormônios, ajudando a “quebrar” o excesso de estrogênio.

  • Fontes de Vitaminas do complexo B: gérmen de trigo, semente de girassol e abóbora, amendoim, gema de ovo, peixes, leguminosas e aveia.

Antioxidantes

fontes de antioxidantes -  - endometriose alimentação

Vitamina C, A e E: tem ação anti-inflamatória e analgésica, aliviando os sintomas da endometriose e o melhor sem causar efeitos colaterais.

  • Fontes vitamina C: laranja, goji berry, limão, abacaxi, couve, brócolis, pimentão.
  • Fontes vitamina A: cenoura, mamão, abóbora, manga.
  • Fontes vitamina E: óleos vegetais, oleaginosas e cereais integrais.

Fibras

fontes de fibras - endometriose alimentação

Para as mulheres que tem endometriose, manter o intestino funcionando regularmente é essencial para evitar desconfortos. Investir em uma alimentação rica em fibras é a melhor alternativa sempre!

  • Fontes de Fibras: alimentos integrais, frutas com casca, hortaliças cruas, cereais (aveia/chia/linhaça).

Ácidos Graxos

fontes de ácidos graxos - endometriose alimentação

Os ácidos graxos também são aliados ao combate da doença, pois possuem efeito anti-inflamatório, reduzindo a inflamação causada pelo acúmulo de tecido endométrio nos órgãos.

  • Fontes de Ácidos Graxos: sementes de linhaça, chia (ômega 3 e 6) e peixes (ômega 3).

A alimentação ideal na endometriose deve priorizar a ingestão de generosas porções de frutas, legumes e hortaliças, cereais integrais, peixes e carnes magras. Procure evitar o consumo de alimentos ricos em farinha refinada, alimentos ultra processados e aqueles que contém elevado teor calórico.

Procure sempre um nutricionista para te orientar e montar um plano alimentar adequado a suas necessidades!

Giana M. Ross Toledo

Nutricionista | CRN 8-1385

Formada em Nutrição pela Universidade Filadélfia de Londrina (UNIFIL) desde 2000 e pós-graduanda em Gestão de Qualidade de Alimentos pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) desde 2002.

Veja todos os posts de Giana M. Ross Toledo