Deprimido? Sabemos de um alimento que pode te ajudar!

depressão iogurte

A depressão é uma condição de curso crônico e recorrente e representa um dos tipos mais comuns de distúrbios mentais, afetando até 7% da população.

Ela é mais frequente em mulheres do que em homens e é considerada como um transtorno incapacitante, pois resulta em limitação da atividade e bem estar, além de uma maior utilização de serviços de saúde.

Se você se enquadra nessa população que sofre de depressão, temos um alimento que pode ajudar a melhorar os sintomas desse distúrbio: O iogurte!

Um estudo publicado esse ano na Scientific Reports buscou explorar o papel da microbiota intestinal (bactérias que habitam nosso intestino) no desenvolvimento e manutenção do comportamento depressivo.

Como foi o estudo?

O trabalho, que foi feito através da análise da microbiota intestinal de ratos antes e após serem expostos a estresse crônico, mostrou que os níveis de bactérias do intestino (Lactobacilos) reduziram após o estresse juntamente com o aumento da quinurenina (metabólito que leva a depressão), iniciando o aparecimento de sintomas depressivos nos animais.

Então, os pesquisadores iniciaram uma complementação da dieta com lactobacilos vivos (Lactobacillus Reuteri) – uma bactéria probiótica que pode ser encontrada em diversos alimentos como iogurtes, leite fermentados, kefir ou em forma de cápsulas ou pó – que resultou na normalização da quinurenina e também normalizou o comportamento/humor dos ratos.

Como os Lactobacilos melhoram a depressão?

Segundo o estudo, essas bactérias têm capacidade de produzir altos níveis de espécies reativas de oxigênio (EROs) que inibem a principal enzima responsável pela transformação de um aminoácido (triptofano) em quinurenina, com isso ocorreria uma “falha” na produção desse metabólito e uma melhora nos sintomas da depressão.

Porém, segundo os autores, esse seria apenas um dos mecanismos através dos quais essa bactéria contribui para melhorar o comportamento, podendo haver outros.

Múltiplos Benefícios

Além de melhorar os sintomas de depressão, os lactobacilos recompõem a nossa flora intestinal e por isso possuem diversos outros benefícios para o nosso organismo, como: melhora da imunidade, melhora o funcionamento intestinal, melhora a absorção de alguns nutrientes, regula as taxas de colesterol e triglicerídeos no sangue, etc.

Vamos incluir o iogurte no cardápio?

Confira abaixo como fazer ele na sua própria casa!

Iogurte Caseiro

Ingredientes

  • 1 litro de leite (Pode ser integral, semidesnatado ou desnatado)
  • 1 pote de iogurte natural (o rótulo deve conter apenas leite e fermento lácteo)

Modo de preparo

Aqueça o leite até quase ferver e depois deixe de lado até ficar morno (Entre 40 a 50ºC). Esquente o forno, deixe-o bem quente e desligue. Quando o leite estiver morno, coloque o iogurte natural e misture. Coloque em uma tigela grande ou em potes pequenos, cubra com papel filme e leve ao forno (desligado). Deixe o iogurte descansar de 5 a 8 horas dentro do forno, depois sirva!

Observação: Quando quiser fazer um novo iogurte você poderá utilizar o seu como base!

Referências

FLECK, M. P, Revisão das diretrizes da Associação Médica Brasileira para o tratamento da depressão (versão integral). Revista Brasileira de Psiquiatria, Porto Alegre, v. 31, p. 7-17, 2009.

HYPE SCIENCE. Lactobacilos podem reverter sintomas de depressão e ansiedade: estudo. Disponível em: http://hypescience.com/lactobacilos-podem-reverter-sintomas-de-depressao-e-ansiedade-estudo/. Acesso em: 08/06/2017

MARIN, I. A, et al. Microbiota alteration is associated with the development of stress-induced despair behavior. Scientific Reports, Virginia, v. 7, n. 43859, p. 1-10, 2017. DOI 10.1038

RAFAEL TEIXEIRA. Lactobacilos presentes no iogurte melhoram sintomas de depressão. Disponível em: http://www.nutricionistarafael.com.br/2017/04/lactobacilos-presentes-no-iogurte.html. Acesso em: 08/06/2017.

SOPHIE DERAM. Receita fácil de iogurte caseiro. Disponível em: https://www.sophiederam.com/br/blog/receitas/iogurte-caseiro/. Acesso em: 12/06/2017.

Isabela Costa Feitosa

Nutricionista | CRN 6-12899

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo desde 2011 e já atuou como nutricionista clínica no Hospital Igesp no período entre os anos de 2012 e 2013. Atualmente, é nutricionista na Energié, auxiliando colaboradores e gestores a terem melhor qualidade de vida por meio da reeducação alimentar.

Veja todos os posts de Isabela Costa Feitosa