21 . ago . 2017 Programa de Qualidade de Vida  

Empresas estão diminuindo o sinistro do plano de saúde através de planejamento nutricional

diminuir o sinistro do plano de saúde

Uma das funções mais importantes do departamento de Recursos Humanos das empresas é estudar como reduzir alguns custos operacionais e isso inclui diminuir o sinistro do plano de saúde.

Buscar estratégias que reduzam o adoecimento dos colaboradores e a procura destes por assistência médica e exames é uma das formas mais eficazes de reduzir esse tipo de custo.

A melhor forma de diminuir as taxas de adoecimento dos funcionários e que está ao alcance da empresa certamente é o investimento em programas de qualidade de vida, como aqueles que envolvem saúde mental, alimentação saudável e incentivo ao exercício físico. No post de hoje falaremos especialmente dos programas de saúde nutricional.

Nutrição como ferramenta para diminuir o sinistro do plano de saúde

Uma das maiores causas de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, distúrbios de tireoide, dislipidemia e câncer, é o excesso de peso. Atualmente, na população brasileira, 50% dos homens e 48% das mulheres estão acima do seu peso ideal. Junto com o sedentarismo, a má alimentação é o motivo principal para esse cenário. A piora da qualidade alimentar é causada em parte pela falta de informação em relação ao que significa uma alimentação saudável.

Com um programa de reeducação alimentar dentro das empresas é possível realizar ações de educação nutricional e de intervenção, como:

  • Atendimento individualizado: consultas com profissional nutricionista para avaliação de composição corporal e análise dietética, com ajuste de alimentação conforme cada caso, tendo como objetivo melhorar a saúde específica de cada colaborador;
  • Palestras: conforme demandas específicas de cada empresa, podem ser realizadas palestras com nutricionista. Podem ser criadas apresentações para grupos nutricionais específicos, como gestantes, hipertensos e diabéticos, por exemplo;
  • Supervisão nas unidades de alimentação: auditorias planejadas nas unidades de alimentação presentes dentro da empresa são importantes para garantir a segurança nutricional dos alimentos comercializados, além de possibilitarem a sugestão de melhorias na qualidade das preparações ofertadas.

Através dessas ações é possível também identificar precocemente alterações de composição corporal e carências nutricionais e iniciar o tratamento dietoterápico o quanto antes, evitando gastos maiores com assistência médica após com o surgimento de doenças mais graves e assim diminuir o sinistro do plano de saúde.

Um exemplo claro da importância do acompanhamento nutricional dos colaboradores é a possibilidade de reduzir o índice de massa corporal (IMC) de pessoas diagnosticadas com obesidade grau III, que tem indicação de realizarem cirurgia bariátrica. A realização desse tipo de cirurgia requer grande utilização do plano de saúde e causa grande prejuízo para a empresa.

Além disso, é possível melhorar os hábitos de vida dos colaboradores, o que consequentemente reduz o risco de desenvolvimento ou de piora de doenças, diminuindo mais uma vez os custos com sinistro dos planos.

Ações de promoção de saúde e de prevenção de doenças devem começar o quanto antes dentro das empresas. Dessa forma. o RH consegue negociar redução de reajustes das operadoras de planos de saúde ao final de cada contrato, chegando a um impacto financeiro positivo para a empresa.

Referências

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 – POF. Rio de Janeiro, 2010.

Natali Carol Fritzen

Nutricionista | CRN 8-8434

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2012, Natali procura impactar a vida de pessoas por meio de sua profissão. Já realizou residência multiprofissional em Atenção Hospitalar na área de concentração Saúde do Adulto e do Idoso no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 2015.

Veja todos os posts de Natali Carol Fritzen