14 . nov . 2017 Prevenção e Saúde  Produtividade  Sono  

7 sintomas de que o Horário de Verão está interferindo na sua saúde

horário de verão está interferindo na sua saúde

Adianta uma hora, atrasa uma hora… Cada vez que entramos ou saímos do horário de verão é uma confusão com o relógio, não é? Uma confusão quando alguém pergunta a hora e as pessoas respondem: No horário novo ou no horário antigo. E se eu te contar que a confusão não acontece só com o relógio não?

Tem quem goste, mas o horário de verão confunde nosso relógio biológico e pode prejudicar nossa saúde e rendimento no trabalho.

E existe relógio biológico?

Três pesquisadores americanos conseguiram comprovar cientificamente que existem pessoas mais “do dia” e mais “da noite”, e que isso tem a ver com fatores genéticos.

Cientistas como Michael Rosbash, vencedor do Nobel de Medicina (2017), defendem que temos um tempo próprio, o relógio biológico e que devemos respeitar esse relógio interno.

Essa preocupação com nosso relógio biológico surgiu recentemente no Brasil e uma pesquisa, a primeira realizada que avaliou o efeito do horário de verão nos brasileiros, aponta que metade da população brasileira se sente mal no horário de verão.

O horário de verão começou em dez estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul – e no Distrito Federal e a pesquisa aponta que pode afetar 130 milhões de pessoas.

Pela primeira vez, foram pesquisados os efeitos do horário de verão na saúde dos brasileiros e veja só os resultados:

  • 50% (metade) da população se sente mal no horário de verão.
  • Desses 50%, 25% se ajusta em mais ou menos um mês.
  • Os outros 25% não se ajustam durante todo o horário de verão.

7 sintomas de que o Horário de Verão está interferindo na sua saúde

  1. Mal-estar generalizado
  2. Dor de cabeça
  3. Sonolência excessiva durante o dia
  4. Insônia durante a noite
  5. Problemas gástricos
  6. Redução da concentração
  7. Redução da produtividade

Até quem gosta do horário de verão, pode sentir algum desconforto nos primeiros dias.

Isso ocorre porque o horário no relógio muda, mas os horários dos nossos compromissos, trabalhos, escolas, comércio, etc não mudam.

Nós temos dois relógios:

Relógio Biológico

Relacionado ao funcionamento do nosso corpo, secreção hormonal. Sincronizado com o ambiente (dia e noite)

O nosso corpo precisa ajustar o horário de dormir e de acordar, toda vez que muda o horário externo, isso porque ocorre alteração na secreção de melatonina, que dá sono,  e de cortisol, que nos faz despertar.

Relógio Social

O que marca a hora de acordar, entrar e sair do trabalho ou da faculdade. Depende da adaptação do nosso organismo para obedecê-lo e varia de pessoa para pessoa, ou seja, algumas se adaptam bem e outras nem tanto.

A melhor maneira de observar se você é uma pessoa mais matutina ou vespertina é ver como reage no final de semana ou nas férias sem o despertador ou você pode clicar aqui e fazer o teste da USP.

Você é mais do dia ou da noite?

Quem mais sofre com essa alteração de horário são as pessoas vespertinas, que gostam de ir dormir mais tarde e possuem uma dificuldade natural para acordar cedo.

Segundo a pesquisa da Annals of Human Biology, adolescentes vespertinos sentem mais desconfortos com o horário de verão. Na adolescência, a criança matutina fica um pouco menos matutina. Já a vespertina fica mais vespertina ainda e tende a chegar atrasada na escola, apresenta alteração no humor, que reflete na atenção e desempenho acadêmico e na fase adulta, no rendimento e produtividade no trabalho.

Será o fim do horário de verão?

Segundo especialistas, o horário de verão foi considerado ineficaz para gerar economia no setor elétrico, seu principal objetivo e afirmam que os gastos com a saúde por conta de todos esses desconfortos podem ser muito maiores, portanto a conta não está bem equilibrada.

Dica: Cuide da claridade antes de dormir e ao acordar

É de acordo com a claridade que nosso cérebro sinaliza para o nosso corpo o ritmo de dia e noite. É possível ajudar o cérebro a realizar esse ajuste criando claridade ao acordar, ligando a luz ou abrindo a janela e deixe o ambiente escurinho para dormir.

Então se tá chegando a hora de dormir? Comece apagando as luzes e se afastando de todos os aparelhos eletrônicos. Dormir mais cedo também ajuda, heim!

Referências

Cymbaluk. Fernando. Tem quem goste. Mas o horário de verão pode prejudicar a saúde e o trabalho. Disponível em: <https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2017/10/13/horario-de-verao-causa-desconforto-para-todos-e-e-tormento-dos-vespertinos.htm>. Acesso em: 06/11/2017.

Globo. Metade da população se sente mal no horário de verão, revela pesquisa. Disponível em: <http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2017/10/metade-da-populacao-se-sente-mal-no-horario-de-verao-revela-pesquisa.html<. Acesso em: 06/11/2017.

Markus et. Al. Ritmos biológicos: entendendo as horas, os dias e as estações do ano. Einstein. 2003. V.1, n.1. p.142-148.

Mirelli Dantas Andrade

Nutricionista | CRN 3-41051

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo desde 2013, especializada em Nutrição Esportiva pela Faculdade Integrada AVM desde 2015 e em Informática em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) desde 2016. Possui aprimoramento profissional em nutrição clínica pela Faculdade de Saúde Pública – USP. Atua como consultora de Nutrição, oferecendo hábitos mais saudáveis para que a qualidade de vida e produtividade seja prioridade para empresários.

Veja todos os posts de Mirelli Dantas Andrade