30 . mar . 2016 Bariatria  Prevenção e Saúde  

Síndrome de Dumping: Saiba o que é e quais cuidados tomar!

Síndrome de Dumping

Síndrome de Dumping A cirurgia bariátrica, muito conhecida como “redução de estômago”, é um procedimento muito procurado por pessoas que desejam perder peso, porém quem avaliará se há necessidade ou não da cirurgia é o médico, pois existem critérios específicos para se recomendar esse procedimento cirúrgico. Dentre esses critérios, o médico avalia o Índice de Massa Corporal (IMC) do paciente, a idade e também o tempo de doença (obesidade), levando em consideração se o paciente já tentou outras formas de tratamento convencionais como reeducação alimentar e atividade física.
Seu médico te indicou para a cirurgia bariátrica?

É importante que você pesquise sobre a experiência da equipe médica, se informe sobre a infraestrutura do local onde você será operado e é imprescindível saber sobre os riscos e complicações que a cirurgia pode ocasionar, dentre elas a Síndrome de Dumping.
Você sabe o que é essa síndrome?

Após a cirurgia bariátrica ocorre uma alteração no mecanismo do esvaziamento do estômago, onde o conteúdo desse órgão passa rapidamente para o intestino, podendo causar síndromes que resultam em distúrbios gastrointestinais, sendo a síndrome de dumping uma das principais e mais conhecidas no pós-cirúrgico. Essa síndrome pode surgir devido à ingestão de alimentos ricos em carboidratos de rápida absorção como açúcar, refrigerantes, doces, etc., e em resposta a uma ingestão de alimentos (líquidos ou sólidos) superior ao habitual ou desproporcional a nova capacidade do estômago.
Existem dois tipos de Síndrome de Dumping:

Síndrome de Dumping imediata: É a forma mais frequente da síndrome, onde os sintomas aparecem em torno de 10 a 30 minutos após a alimentação.
Síndrome de Dumping tardia: Os sintomas aparecem de 2 a 4 horas após a ingestão de alimentos.
A incidência varia de acordo com a técnica cirúrgica escolhida, porém estima-se que 25 a 50% dos pacientes submetidos à cirurgia possuem algum sintoma dessa síndrome.
Os sintomas mais comuns da Síndrome de Dumping são:

Taquicardia (aceleração dos batimentos cardíacos)
Dor de cabeça
Tremores
Sudorese
Náuseas
Fraqueza
Diarréia
Tratamento:

Deve ser realizado com mudanças nos hábitos alimentares:
Fracionar a alimentação: 6 a 8 refeições por dia com baixo volume;
Mastigar bem os alimentos;
Evitar o consumo de açúcar e doces em geral;
Incluir pelo menos 1 porção de proteína nas refeições;
Não ingerir líquidos durante as refeições: Ingerir 1 hora antes e 1 hora após;
Aumentar o consumo de fibras;
Dar preferência para carboidratos complexos (pão integral, arroz integral, aveia, etc).
Decidiu fazer a cirurgia? Procure um nutricionista para lhe acompanhar no pré e pós-operatório!
Por Isabela Costa Feitosa Nutricionista – CRN6 – 12899

Referências: LUGO, Juan José Meléndez. Síndrome de Dumping. Revista médica de Costa Rica Y Centroamérica, p. 475-478. 2011 http://www.einstein.br/blog/Paginas/post.aspx?post=1069