10 . nov . 2017 Mudança de Hábitos  Rotina Alimentar  

Tomar café depois do almoço faz mal?

café depois do almoço

Se você não dispensa uma boa xícara de café, saiba que não está sozinho: o cafezinho é preferência nacional! Tomar café depois do almoço é um hábito bem comum entre os brasileiros! Não é por menor… além de ser cheiroso e isento de calorias, o café aumenta os níveis de energia, a queima de gordura e é uma ótima fonte de antioxidantes.

A bebida é a segunda mais consumida no Brasil, perdendo apenas para a água. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cada brasileiro toma cerca de 4 xícaras por dia.

Mas tomar um cafezinho, especialmente depois das refeições, também pode ser um assunto polêmico! Alguns dizem que faz bem, outros que não…

Afinal, será que o café depois do almoço faz mal?

Essa polêmica se deve ao fato de que algumas substâncias presentes na bebida podem dificultar a absorção de dois nutrientes principalmente: o cálcio e o ferro.

O café depois do almoço e o cálcio

A cafeína presente no café pode interferir na absorção do cálcio, mineral importante para a saúde dos ossos. O consumo de uma xícara de 250 ml de café, a qual contém mais ou menos 60 mg de cafeína, resulta na perda de 2 a 5 mg de cálcio ingerido, o que não conduziria ao comprometimento da massa óssea. Para repor essa perda, por exemplo, seria necessário acrescentar apenas 2 a 4 ml de leite a um copo de leite de 200 ml.

Segundo os estudos científicos, a cafeína pode exercer um efeito negativo na saúde óssea de indivíduos que ingiram quantidades diárias de cálcio inferiores ao recomendado, ou seja, o mais importante é manter o consumo adequado de cálcio e vitamina D para manter os ossos fortes!

O café depois do almoço e o ferro

A ação inibitória do café sobre a absorção do ferro de origem vegetal já é mais relevante do ponto de vista nutricional. Alguns estudos indicam que o consumo da mesma xícara de 250 ml de café após uma refeição é capaz de reduzir em 40% a absorção do mineral. Os compostos fenólicos e as melanoidinas parecem ser os principais responsáveis por este efeito inibitório do café, tornando o ferro vegetal menos disponível para absorção no nosso intestino. E esse efeito é dose-dependente, ou seja, se você toma uma quantidade maior ou menor de café essa interação negativa pode aumentar ou diminuir.

Mas fique calmo, essas interações entre o café depois do almoço e o ferro não devem afetar tanto sua saúde.

Se você é saudável e come bem, dificilmente terá problemas só por causa do café. Além disso, a interação com outros nutrientes presentes na refeição pode diminuir esse efeito negativo. Um estudo venezuelano, por exemplo, mostrou que a suplementação de arroz, milho e trigo com vitamina A e betacaroteno – naturalmente presente em leite, ovos, fígado, verduras e legumes amarelo-alaranjados e verde-escuros – manteve e até aumentou em duas vezes a absorção do ferro mesmo após o consumo de 8 g de café (dose suficiente para o preparo de 1 xícara de 250 ml), quando comparado a refeição não suplementada com esses nutrientes.

E então nutri, posso tomar meu café depois do almoço?

De uma forma geral a recomendação é que não se ultrapasse a ingestão de 3 a 5 xícaras de café por dia, o que equivale a dose de 150-300 mg de cafeína. E se você tem dificuldades de manter a alimentação saudável ou se tem anemia, procure tomar seu cafezinho só duas horas após a refeição!

No mais, tomar café é um delicioso hábito do dia a dia! Você já tomou seu cafezinho hoje? 🙂

Confira também 9 dicas para manter a energia no trabalho depois do almoço!

Referências

Alves RC, Casal S, Oliveira B. Benefícios do café na saúde: mito ou realidade? Quim. Nova; 2009. 32(8): 2169-2180.

García-Casal MN, Layrisse M, Solano L, Baro MA, Arguello F, Llovera D et al. Vitamin A and b-Carotene Can Improve Nonheme Iron Absorption from Rice, Wheat and Corn by Humans. The Journal of nutrition; 1998. 128(3): 646-650.

Letícia Watanabe Ribeiro

Nutricionista | CRN 3-41511

Formada em nutrição pela Universidade de São Paulo desde 2014 e coleta mais de três anos de experiência na área, atuando na reeducação alimentar em empresas que procuram aumentar seu desempenho com a mudança de cultura.

Veja todos os posts de Letícia Watanabe Ribeiro