Uma boa nutrição aumenta a produtividade nas empresas

aumentar produtividade nas empresas

Ter uma alimentação balanceada é fundamental não só para quem busca saúde e o peso ideal, mas também é muito importante para quem quer ter boa produtividade e rendimento no trabalho.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), os nossos hábitos alimentares têm relação direta com a nossa produtividade sendo que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma alimentação adequada pode elevar em até 20% os níveis de produtividade nacional.

Enquanto isso, uma alimentação desbalanceada, com ingestão calórica inadequada, pode ocasionar deficiências de nutrientes importantes, afetar a produtividade e reduzir a capacidade de aprendizado no trabalho e fora dele, sendo a deficiência de Ferro uma das principais encontradas devido a uma má alimentação, causando fadiga extrema e afetando a capacidade de trabalhar.

Entenda melhor como funciona o ciclo de má nutrição e baixa produtividade nas empresas e siga as dicas para aumentar produtividade nas empresas.

aumentar produtividade nas empresas - Ciclo de Má nutrição e baixa produtividade

Como a alimentação é capaz de interferir na minha produtividade?

Tanto a falta de alimentos, como a escolha de alimentos errados podem atrapalhar seu rendimento e a sua produtividade. Mas como isso funciona?

Quando passamos muito tempo sem comer, nossos níveis de glicose no sangue caem. A glicose é a principal fonte de energia do nosso corpo, ou seja, quando esses níveis reduzem, nosso corpo fica sem essa energia e começamos a sentir os efeitos disso: sonolência, cansaço, fadiga.

Se você come nos horários corretos, porém as calorias são insuficientes para o dia, o efeito é o mesmo! Seu corpo funciona como uma máquina e as calorias funcionam como o combustível, se você oferece a ele menos do que ele precisa, a máquina não vai trabalhar na sua potência normal, não é?

Uma pesquisa realizada pela Organização Internacional do Trabalho mostrou que um acréscimo de 1% nas calorias foi capaz de elevar a produtividade geral da mão de obra em 2,27%.

Por outro lado, também temos que ficar atentos com a qualidade dos alimentos que vamos consumir! Comidas muito gordurosas (frituras, carnes gordas) e pesadas (lasanha, feijoada, dobradinha) têm a digestão mais difícil, fazendo o corpo gastar mais energia para digeri-las.

Já os alimentos cheios de açúcar (refrigerantes, balas e chicletes, sobremesas) elevam nossa glicemia de maneira rápida e ela também cai rapidamente, fazendo com que a gente fique logo sem energia. Todos esses alimentos podem causar sonolência, cansaço, redução de ânimo e disposição e, consequentemente, reduzir nossa produtividade.

Então, como ter uma alimentação equilibrada e melhorar a minha produtividade no trabalho?

1. Não pule o café da manhã!

Essa é uma das principais refeições do dia, além de ser a primeira! É ela a responsável por tirar você do jejum de longas horas e te dar energia para começar o dia. Então, também é muito importante tomar cuidado com os alimentos que serão escolhidos para essa refeição.

Esqueça alimentos ricos em açúcar e gorduras ruins (refrigerantes, biscoitos recheados, salgadinhos de pacotes, presunto). Dê preferência para cereais integrais (pão integral, aveia), frutas, iogurtes e queijos magros (queijo, minas, ricota).

2. Leve seu almoço!

Além de economizar, você consegue montar um almoço bem mais saudável, equilibrado e gostoso. Nem sempre na empresa ou fora dela temos opções legais de restaurantes e as redes de fast food são péssimas opções, já que tem alimentos super calóricos e gordurosos e que mandam sua energia lá para baixo depois do almoço, impactando na sua produtividade.

Quer saber como montar sua marmita? Confira nossos posts sobre como montar uma marmita saudável e como fazer sua salada no pote.

3. Tenha sempre opções de lanches saudáveis para comer entre as refeições!

Entre uma refeição e outra pode bater aquela fome e isso pode aumentar o seu estresse e reduzir sua produtividade. Ter sempre com você opções de lanches saudáveis é muito importante para fugir dos petiscos que geralmente encontramos por aí, que são cheios de carboidratos, gorduras, açúcar e sódio.  

Dê preferência para comida de verdade: frutas, oleaginosas (castanhas, nozes) e iogurtes naturais e fuja dos industrializados: salgadinhos de pacote, biscoitos, sucos de caixinha, barras de cereais, etc.

Confira nosso post com algumas opções de lanches saudáveis e algumas opções de snacks mais práticos para ter guardados em caso de emergência: 10 snacks saudáveis para deixar na gaveta do escritório .

4. Mantenha-se hidratado!

A água é fundamental para manter seu corpo funcionando de maneira adequada. Beba água durante todo o dia, independente se sente sede, pois esse sintoma já é um sinal de desidratação. A sede também é capaz de causar cansaço e interferir na sua produtividade.

Confira alguns alimentos que você pode inserir no seu dia-a-dia e que lhe ajudam a melhorar o seu desempenho:

  • Peixes: são ricos em ômega 3, uma gordura importante para o bom funcionamento do cérebro;
  • Nozes: são ricas em antioxidantes, ômega 3 e vitamina E – Essenciais para a saúde cognitiva;
  • Grãos integrais: fornecem glicose de maneira mais lenta para o nosso corpo, mantendo a nossa energia por mais tempo;
  • Chocolate preto: é rico em antioxidantes que ajudam a retardar o declínio cognitivo. Também é rico em cafeína, um estimulante natural que aumenta a concentração. Mas cuidado com a qualidade e quantidade! Alguns chocolates contêm grandes quantidades de açúcar e gordura e podem causar mais cansaço depois de ingeridos e o excesso de cafeína também pode causar efeitos indesejados como irritabilidade, náuseas, etc.

 

Uma alimentação equilibrada pode trazer muitos benefícios para o seu corpo, para sua saúde e para sua empresa! Procure seu nutricionista!

Referências

BARROS, F.M.O, et. al. 40 anos do Programa de Alimentação do Trabalhador: Conquistas e desafios da política nutricional com foco em desenvolvimento econômico e social. São Paulo: Blucher, 2016. 280p.

NATURE CENTER. Boa alimentação aumenta a produtividade. Disponível em: <http://blog.naturecenter.com.br/boa-alimentacao-aumenta-produtividade/>. Acesso em: 25/04/2017.

VANIN, M, et al. Adequação nutricional do almoço de uma unidade de alimentação e nutrição de Guarapuava-PR. Revista Salus, Guarapuava, v. 1, n.1, p. 31-38, 2006.

VIDA WIRELESS. Alimentos que ajudam a melhorar a produtividade. Disponível em: <https://vidawireless.com.br/trabalho-remoto/alimentos-que-ajudam-melhorar-produtividade/>. Acesso em: 25/04/2017.

Isabela Costa Feitosa

Nutricionista | CRN 6-12899

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo desde 2011 e já atuou como nutricionista clínica no Hospital Igesp no período entre os anos de 2012 e 2013. Atualmente, é nutricionista na Energié, auxiliando colaboradores e gestores a terem melhor qualidade de vida por meio da reeducação alimentar.

Veja todos os posts de Isabela Costa Feitosa