Você não precisa exagerar! Entenda a relação entre alimentação e estresse e tome as rédeas da sua vida

Você não precisa exagerar! Entenda a relação entre alimentação e estresse

Você acha que come muito mal quando está no ambiente de trabalho? Acha que gasta mais dinheiro porque tem que comer fora? Acha que exagera quando vai em restaurantes porque tem muitas opções pra escolher e fica indeciso e acaba escolhendo aquilo que vai aliviar sua dificuldade de escolher? … percebeu a relação entre alimentação e estresse?

Provavelmente você está descontando seu estresse na comida!

Quando você se alimenta mal, fazendo piores escolhas, você acaba ficando entorpecido por aquela comida. Ela aliviou seu estresse.

Só que comida não vai fazer bem se for exagerada e se você comer muito de um nutriente que pode estar associado fortemente à doenças crônicas.

Quer um exemplo?

Você ficou quebrando a cabeça suando sua camisa pra resolver suas metas no trabalho. Aí quando foi pro shopping comer pensou “ahhhh que se dane, ralei pra caramba hoje, mereço uma quantidade enorme de hambúrguer, batata frita e um belo copão de refri!”

Agora tenta imaginar o seguinte: Você ralou pra caramba no trabalho, fez o seu melhor, você merece desestressar e fazer algo que te faça MUITO bem!

Hambúrguer, batata frita e refrigerante te fazem muito bem se consumidos exageradamente? Então qual é o sentido de você ralar pra caramba e se entupir de algo que te faz mal?

Pra que ficar nesse ciclo vicioso de má alimentação e estresse?

Se estressou, come algo que faz mal, fica mal, se estressa, come algo que te faz mal…. Não tem fim, tá vendo?

Come algo que faz ficar passando mal, aí vai pro trabalho deixando seu foco mais na culpa de ter comido exageradamente do que no seu trabalho.

“Mas, Nutri! HAMBÚRGUER, BATATA FRITA E REFRIGERANTE SÃO GOSTOSOS PRA CARAMBOLAS E EU COMO PORQUE ME FAZ FELIZ”

Claro que é gostoso pra caramba! Tem gordura pra caramba, carboidrato pra caramba e proteína pra caramba! Porque você comeu MUITO! Veio tudo de uma vez e seu corpo vai precisar trabalhar pra digerir isso. Seus neurônios vão ralar pra caramba pra resolver os problemas do trabalho deles, que é digerir tudo o que você comeu. O nome disso é maré alcalina!

Leia também: 10 atitudes positivas para mudar hábitos

Meu objetivo aqui é que você entenda o seguinte: Você não precisa se proibir de comer hambúrguer, batata frita e tomar refrigerante.

Mas você também não precisa comer isso todo dia ou em exagero.

  • Coma até ficar satisfeito, mas preste atenção nisso.
  • Curta essa refeição que você acha que te traz tanta felicidade.
  • Olha pra ela!
  • Sente o gosto!
  • Sente o cheiro.
  • E quando estiver satisfeito, seus neurônios vão estar felizes e te avisar que já está na hora de parar!

Não se culpe por comer algo, apenas coma de maneira equilibrada e consciente!

Vai por mim, você fica feliz e ainda trabalha melhor! 😉

nutricionista debora dias cabral

Débora Dias Cabral

Nutricionista | CRN 4-12100272

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) em 2012 e Mestre em Saúde Pública na subárea de Epidemiologia pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) desde 2015.

Defende o conceito ampliado de saúde. Muito além da ausência de doenças, a saúde é o bem estar físico, social e emocional. Os alimentos são essenciais para suprir essas esferas.

Veja todos os posts de Débora Dias Cabral