fbpx

Qual o melhor adoçante? Veja a diferença entre os adoçantes naturais e adoçantes artificiais

Qual o melhor adoçante? Veja a diferença entre os adoçantes naturais e adoçantes artificiais

Tem tópicos que são dificílimos de se abordar de forma generalista. Os adoçantes fazem parte deles. E a pergunta “Qual o melhor adoçante” também. Além de existirem diversos tipos, diversas controvérsias quanto aos efeitos de vários deles, há a questão do GOSTO pessoal. Por mais que se tente investigar os melhores adoçantes naturais ou artificiais, sempre vai existir a questão individual da coisa.

Cada caso é um caso.

Quero emagrecer, devo usar adoçante?

Eu particularmente trato os adoçantes artificiais ou até os novos naturais como paliativos ou REMÉDIO mesmo. Existem condições de saúde que não permitem o uso indiscriminado de adoçantes naturais que alterem a glicemia, caso dos diabéticos. Mas ao mesmo tempo, não vejo como vantagem alguma o uso de adoçantes sem calorias para pessoas saudáveis.

ZERO CALORIA NÃO É SINÔNIMO DE SAUDÁVEL!!!

Alguém aqui acha que refrigerante zero é saudável? E sabemos que muitas pessoas que buscam emagrecimento já vão logo atrás de produtos diet, light ou zero, que são cheios de adoçantes…

Adoçantes e a glicemia

A glicose que circula no sangue não vem só do consumo de açúcar, galera!
Tem diversos outros fatores que interferem na glicemia. O uso de alguns adoçantes sem calorias pode interferir na produção de insulina e gerar um efeito no aumento da glicemia, mesmo que não se esteja comendo açúcar ou calorias!

O uso de adoçantes naturais, quando associados a outros nutrientes pode não gerar picos de glicemia, mesmo eles sendo compostos de glicose. Complicado né?

Nutri, qual o melhor adoçante?

Para você ter uma base maior para escolher qual adoçante usar, compilei abaixo algumas informações que podem te ajudar a comparar.


Adoçantes Naturais

Frutose

  • Características: Encontrado nas frutas e mel. Doçura rapidamente percebida
  • Poder adoçante: 170x o do açúcar
  • Valor calórico: 4kcal/g
  • Observações: Diabéticos devem limitar.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): Não especificado

Stévia

  • Características: Extraído das folhas da Stevia Rebaudiana Bertoni. Sabor semelhante ao do açúcar, porém mais persistente e residual.
  • Poder adoçante: 300x o do açúcar
  • Valor calórico: 0-3,7kcal/g
  • Observações: Não gera efeito colateral. Indicado para diabéticos.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): 4

Agave Azul

  • Características: Extraído de uma planta de origem mexicana. Sabor neutro e similar ao do açúcar. Possui baixo índice glicêmico.
  • Poder adoçante: 1,5x o do açúcar
  • Valor calórico: 4kcal/g
  • Observações: Tem frutose – não sendo indicado para diabéticos.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): Não especificado

Sorbitol (Grupo dos Polióis)

  • Características: Produzido a partir da redução da glicose. Apresenta poder espessante. Não tem sabor residual.
  • Poder adoçante: 50-70% maior que o açúcar
  • Valor calórico: 2,6kcal/g
  • Observações: Possui efeito laxativo.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): Não especificado

Manitol (Grupo dos Polióis)

  • Características: Produzido a partir da redução da frutose.
  • Poder adoçante: 50-70% maior que o açúcar
  • Valor calórico: 2,4kcal/g
  • Observações: Possui efeito laxativo.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): Não especificado

Xylitol (Grupo dos Polióis)

  • Características: Ocorre naturalmente em madeiras, frutos e vegetais, cogumelos e microrganismos, estando normalmente presente no organismo humano.
  • Poder adoçante: Igual ao do açúcar
  • Valor calórico: 2kcal/g
  • Observações: Doses superiores a 20g/dia podem causar diarréia em adultos que o utilizam pela primeira vez, apesar do aparelho digestivo poder tolerar até 200g a 300g/dia quando habituado.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): 6

Eritritol (Grupo dos Polióis)

  • Características: Encontrado em frutas, algas, cogumelos e em alguns alimentos fermentados, como vinho e cerveja. 90% é excretado pela urina.
  • Poder adoçante: 68% da doçura do açúcar
  • Valor calórico: 0,3 a 0,4kcal/g (menos calórico dos polióis)
  • Observações: É o único que não causa diarréia e flatulência como os demais polióis. Possui efeito refrescante e sabor próximo ao do açúcar.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): –

Adoçantes Artificiais

Acessulfame – K

  • Características: Sal de potássio produzido a partir de um ácido. Doçura rapidamente perceptível e não persistente.
  • Poder adoçante: 200x o do açúcar
  • Valor calórico: 0kcal/g
  • Observações: Não deve ser consumido por pacientes que necessitam controlar ingestão de potássio.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): 15

Sucralose

  • Características: Derivado do açúcar. Sabor de rápida percepção e mais persistente que o açúcar.
  • Poder adoçante: 600x o do açúcar
  • Valor calórico: 0kcal/g
  • Observações:
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): 15

Ciclamato

  • Características: Extraído do petróleo. Sabor residual amargo.
  • Poder adoçante: 40x o do açúcar
  • Valor calórico: 0kcal/g
  • Observações: Não indicado para gestantes, hipertensos e pessoas com problemas renais. Proibido em alguns países por apresentar relação com câncer e alergias.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): 11

Sacarina

  • Características: Derivado do petróleo. Gosto residual amargo e metálico.
  • Poder adoçante: 300x o do açúcar
  • Valor calórico: 0kcal/g
  • Observações: Não indicado para gestantes. Seu uso já foi associado ao desenvolvimento de células cancerígenas.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): 5

Aspartame

  • Características: Produzido a partir de dois aminoácidos. Possui fenilalanina. Não possui sabor residual.
  • Poder adoçante: 200x o do açúcar
  • Valor calórico: 4kcal/g
  • Observações: Adoçantes mais associado a efeitos colaterais como: dor de cabeça, enxaqueca, alergias. Não indicado para gestantes e fenilcetonúricos.
  • Recomendação máxima (mg/Kg de peso/dia): 40

Antes de sair usando adoçantes, procure um especialista!

A melhor forma de se informar sobre esse assunto para decidir o tipo e a quantidade de adoçantes mais indicados pra você (e se você realmente precisa deles), é procurando ajuda ESPECIALIZADA! Porque, como foi possível perceber com os dados acima, tudo depende!

E a única dica que eu acho que pode ser generalizada quando o assunto é “Qual o melhor adoçante?” é: VOCÊ REALMENTE ACHA QUE PRECISA ADOÇAR ISSO?

Comece a experimentar os alimentos sem o uso de adoçantes (naturais ou não) ou vá diminuindo as quantidades. Seu paladar é passível de treinamento! Prove antes de adoçar. Menos adoçantes, mais sabor de verdade!

Quer saber mais maneiras de reduzir o sabor doce no seu dia a dia? Dá uma olhada nesse artigo com 7 passos para retirar o açúcar da alimentação!

Referências

ROGERS, P. J. et al. Does low-energy sweetener consumption affect energy intake and body weight? A systematic review, including meta-analyses, of the evidence from human and animal studies. International Journal of Obesity, v. 40, n. 3, p. 381, 2016.

ABIAD (Associação Brasileira de Indústria de Alimentos Dietéticos e para Fins Especiais). Adoçantes: entenda melhor. Disponível em: www.abiad.org.br . Acesso em janeiro de 2019.

nutricionista debora dias cabral

Débora Dias Cabral

Nutricionista | CRN 4-12100272

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) em 2012 e Mestre em Saúde Pública na subárea de Epidemiologia pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) desde 2015.

Defende o conceito ampliado de saúde. Muito além da ausência de doenças, a saúde é o bem estar físico, social e emocional. Os alimentos são essenciais para suprir essas esferas.

Veja todos os posts de Débora Dias Cabral