03 . mar . 2016 Maternidade  

Alimentação Pós-Parto: Dicas e Cuidados

alimentação pós-parto

O pós-parto é uma etapa em que geralmente muitas mulheres se esquecem de ficar atentas com a qualidade do que estão comendo, por estarem mais preocupadas com a nova rotina de cuidados com o bebê.

Confira estas orientações para a alimentação pós-parto e garanta a qualidade da sua saúde ou do seu filho

Durante esta fase é preciso ter cuidado com o que se come, pois os nutrientes também chegarão até ao bebê, através do leite materno.

As terríveis cólicas

Um exemplo é o aparecimento de cólicas no bebê que mama no peito devido à alimentação da mãe. A alimentação para evitar as cólicas no bebê não está estipulada porque nem todos os bebês são iguais, e o que pode causar cólica em um bebê, pode não causar em outro.

Muitos bebês têm cólicas independente do que a mãe coma ou não têm mesmo que a mãe coma feijoada, por exemplo. Alguns alimentos podem ser evitados nesta fase para reduzir as cólicas nos bebês, mas é sempre uma questão de tentar os alimentos um a um, introduzindo e excluindo, para verificar como o bebê reage.

Alguns dos primeiros alimentos a serem retirados da alimentação da mãe para fazer o teste e evitar a cólica são:

  • Feijão e outras leguminosas
  • Cebola
  • Repolho
  • Chocolate
  • Leite de vaca
  • Café
  • Refrigerantes

Em geral, o que provoca gases na mãe poderá provocar cólicas no bebê.

Evite, durante o período de amamentação, o consumo de produtos industrializados, que são ricos em sal, açúcar e outros compostos químicos que aumentam seu tempo de validade e sabor. Esses compostos podem ser repassados ao bebê através do leite e prejudicar sua saúde.

Quanto mais natural a alimentação pós-parto, melhor!

A sua alimentação deve ser baseada em refeições preparadas com alimentos naturais.

Dois nutrientes são extremamente importantes para a saúde da mãe e do bebê nesse período pós-parto: o ferro e o cálcio.

O ferro é essencial para a formação de células sanguíneas, evitando quadros de anemia na mulher e, consequentemente, no bebê. Ele pode ser encontrado em produtos de origem animal, como as carnes e ovos.

O cálcio, participa ativamente na formação e manutenção dos ossos. Na alimentação pós-parto você deve valorizar o consumo de alimentos fonte de cálcio, como: leite, queijo, iogurte e vegetais de coloração verde escura, que são ricos nesse nutriente.

Frutas, legumes, verduras e cereais não podem faltar numa alimentação pós-parto, assim o leite terá uma qualidade melhor e o bebê não terá deficiência de nenhum nutriente.

A produção de leite materno obriga seu organismo a consumir muita água para desenvolver esse alimento para o bebê. Por esse motivo, a ingestão de água é muito importante no período pós-parto. Além de garantir a hidratação do seu próprio organismo, se você aumenta o consumo de água diariamente também ajuda a aumentar a produção de leite.

Recomenda-se que, assim como o bebê tem que comer a cada 3 horas, a mãe também se alimente desta forma, quando está amamentando.

Para que o bebê seja bem nutrido, a mãe que amamenta deve comer de tudo um pouco, variando ao máximo a sua alimentação.

Referências

http://www.cordvida.com.br/blog/como-deve-ser-a-alimentacao-da-mulher-no-periodo-pos-parto/ http://revistacrescer.globo.com/Gravidez/Pos-parto/noticia/2014/01/o-que-e-permitido-ou-nao-na-quarentena.html https://www.abcdasaude.com.br/ginecologia-e-obstetricia/cuidados-pos-parto http://www.scielo.br/pdf/ape/v21n2/pt_a07v21n2

Giana M. Ross Toledo

Nutricionista | CRN 8-1385

Formada em Nutrição pela Universidade Filadélfia de Londrina (UNIFIL) desde 2000 e pós-graduanda em Gestão de Qualidade de Alimentos pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) desde 2002.

Veja todos os posts de Giana M. Ross Toledo