18 . set . 2018 Comportamento Alimentar  

Comer consciente: 5 dicas para incluir o mindful eating na sua vida

Comer consciente: 5 dicas para incluir o mindful eating na sua vida

Atualmente, está se falando bastante sobre mindfulness, sobre mindful eating e o comer consciente, mas o que é isso?

Mindfulness é…

É uma técnica ou prática para se ter atenção, intencionalmente, ao momento presente, ao agora, sem preconceitos ou julgamentos, e sim, com a mente aberta e com curiosidade (assim como fazíamos na infância). É sair do piloto automático, e por isso, não julgar as experiências por conceitos já feitos a partir de vivências passadas, regras da mídia, conselhos de outras pessoas, entre outros.

O mindfulness é utilizado para diminuir a ansiedade, o estresse e a dor, aumentar a concentração, clareza e a qualidade de vida. Ele nos ajuda a viver em sua totalidade, conhecendo melhor a nós mesmos.

Ele pode ser um princípio de vida: podemos praticá-lo em diversos modos no nosso dia a dia, como transformar um simples andar com pressa, sem ver nada ao seu redor, em observar a beleza da natureza que o cerca, o lindo pôr-do-sol acontecendo, o cantar dos pássaros, a sensação de pisar a grama, etc.

Quer aprender a exercitar o mindfulness no cotidiano? Leia: Mindfulness no dia-a-dia: 5 ações cotidianas para exercitar a atenção plena

Se o mindfullness pode ser aplicado no seu dia a dia, por que não na sua alimentação?

Para isso, temos o Mindful eating, que é praticar o mindfulness na alimentação, é o comer com atenção plena, o comer consciente, observar as sensações físicas e emocionais despertadas com a comida, desde o preparo, até se servir e se alimentar. E isso envolve todos os nossos sentidos e leva em consideração todo o nosso ser – corpo, mente e coração.

O mindful eating nos auxilia a perceber quando estamos com fome ou satisfeitos, a sentir mais o sabor dos alimentos, mesmo aquele arroz e feijão básico se torna bem mais saboroso, nos ajuda a fazer melhores e escolhas conscientes e a reduzir o comer emocional.

Um exemplo… Você já levou pipoca, doce ou outra comida para o cinema? E quando acabou o filme, olhou e pensou: “Eita, nem reparei que comi isso tudo”. Esse é só um exemplo de como podemos deixar a atenção a alimentação de lado! E tem pessoas que fazem isso todos os dias quando almoçam trabalhando ou em frente à televisão, sem atenção ao que estão comendo.

Vamos dar a alimentação consciente o espaço que ela merece e ter atenção plena no momento de comer?

5 dicas para incluir o comer consciente na sua vida

1. Pare o que está fazendo para ir comer, sentado à mesa.

Pode parecer fácil, mas as tentações são muitas! Comer na frente da TV, ou trabalhando no computador, ou falando no celular… esqueça tudo isso! Sente-se na mesa e se dê direito a ter um tempo de qualidade com a comida.

2. Coma devagar, saboreando a comida.

Olhe para sua comida, esteja atento às cores, texturas, aromas, sabores e até mesmo os sons no momento da alimentação. Tentar adivinhar os ingredientes e temperos com que o prato foi feito é um ótimo exercício!

3. Esteja atento ao “quando eu como”, “o que eu como” e “como eu como”.

Saia do piloto automático e comece a prestar atenção e explorar as sensações, sentimentos, memórias, entre outros que te levam a comer! Tome consciência do comer emocional e dos seus tipos de fome.

4. Escute os sinais internos de fome e saciedade do nosso corpo!

Faça uma conexão consigo mesmo: sinta se ainda está com fome ou se já está satisfeito durante a refeição. Reflita: Atualmente você consegue perceber quando já está satisfeito e parar de comer?

5. Experimente os alimentos como se fosse a primeira vez.

Sinta realmente o sabor dos alimentos, com curiosidade e sem julgamento. Assim, você irá aumentar a variedade de alimentos que gosta, ou ver que aquele alimento “proibido” nem é tão gostoso assim.

Vamos fazer as pazes com a comida!

Na alimentação plena, assim como na reeducação alimentar, não existem alimentos “permitidos” ou “proibidos”. Come-se sem julgamento ou autocrítica, e principalmente, sem culpa.

Saiba que nenhum alimento vai te fazer engordar ou emagrecer sozinho, isso vai ser resultado de toda a sua alimentação, dia após dia. Por isso, é necessário ter uma alimentação flexível, equilibrada e saudável, com prazer em comer e sem culpa.

Se você sente culpa ao comer, esse artigo foi feito para você: Você sente culpa ao comer? Cuidado!

Vamos aprender o comer consciente? Coloque em prática o mindful eating!

  • Quando for se alimentar, antes de pegar no garfo, pare. Faça uma respiração profunda, olhe bem para o alimento que você vai comer, observe a cor, textura, o aroma, a consistência…
  • Mastigue devagar, mais vezes e saboreie por mais tempo aquele alimento delicioso. Assim você não exagera na quantidade e dá tempo ao seu cérebro – aproximadamente 15 a 20 minutos – para te dizer que você está saciado.
  • Entre as garfadas, descanse o garfo na mesa. Fazendo isso, você sai do piloto automático e presta mais atenção no sabor do alimento e come mais calmamente.
  • Escute o seu corpo e pare de comer quando sentir a saciedade.
  • Se dê a liberdade de ocasionalmente comer algo que goste – sem culpa (exceções alimentares). Mas, lembre-se de mastigar devagar.

E então, agora que você já sabe o que é o comer consciente e já aprender a exercitar o mindful eating, vamos colocar em prática no nosso dia a dia? Crie metas – podem ser semanais, mensais, quinzenais – e comece a praticar a alimentação plena ainda hoje!

Mindfulness: Um guia para praticar a atenção plena e se libertar da ansiedade e do estresse - Comer conscienteVocê quer saber mais sobre e vivenciar o mindfulness? Sugiro a você a leitura e prática do livro: “A Revolução Mindfulness: Um guia para praticar a atenção plena e se libertar da ansiedade e do estresse”, de Sarah Silverton.

Referências

ALVARENGA, M. et al. Nutrição Comportamental. 1ª edição. Barueri- SP: Editora Manole Ltda, 2016.

DERAM, Sophie. O que é alimentação consciente? 2017. Disponível em: <https://www.sophiederam.com/br/blog/comportamento-alimentar/alimentacao-consciente/>. Acesso em: 16 ago 2018.

PENA, I. Mindfulness: o que é e por que está se falando tanto sobre o assunto?. 2017. Disponível em: <https://energienutricao.com.br/blog/mindfulness-o-que-e>. Acesso em: 16 Ago 2018.

SILVERTON, S. A revolução Mindfulness: Um guia para praticar a atenção plena e se libertar da ansiedade e do estresse. 2ª edição. São Paulo: Editora Alaúde, 2018.

Fabíola Natália R. e Silva

Fabíola Natália R. e Silva

Nutricionista | CRN 1-10555

Apaixonada pela nutrição e pelos benefícios que ela traz a saúde, bem estar e qualidade de vida, minha missão é auxiliar na reeducação alimentar e mudança de hábitos, fazendo com que as pessoas acreditem e comprovem que uma alimentação saudável pode sim ser saborosa, resgatando o prazer em se alimentar, sem culpa nem restrições severas, com comida de verdade, alcançando uma alimentação equilibrada. Luta por uma nutrição eficiente, sem terrorismos nutricionais, com clareza, em busca do equilíbrio de corpo e mente, resultando em uma vida saudável e prazerosa.

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub) desde 2014, pós-graduanda em Nutrição Materno-infantil pela Estácio desde 2016 e atua como nutricionista clínica e em saúde coletiva.

Veja todos os posts de Fabíola Natália R. e Silva