Temperos Industrializados: Por que substituí-los?

temperos industrializados

Quem não carrega na lembrança o tempero da comida da avó, da mãe, da tia, da madrinha!? Para uma preparação ficar mais saborosa, além de cozinhar com amor, usar temperos faz toda a diferença.

Atualmente, encontramos nos supermercados inúmeras variedades de temperos industrializados, como caldos em cubos, sachês de temperos e molhos prontos, que são considerados alimentos ultraprocessados, segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira.

Eles podem até ser práticos para serem utilizados no dia a dia, mas se tratando de saúde, eles podem contribuir para um maior risco de desenvolvimento de doenças do coração, diabetes e vários tipos de câncer, pois possuem quantidades excessivas de sal, glutamato monossódico, gordura, açúcares, aromatizantes e conservantes artificiais.

E aí? Você quer deixar seus pratos mais saborosos, mas não sabe como sem abrir mão dos temperos prontos?

O melhor e o mais recomendado é utilizar os temperos naturais e usufruir dos seus inúmeros benefícios. Vamos ver a diferença na composição dos temperos industrializados X temperos naturais.

Temperos Industrializados

São os Caldos em cubos/tabletes de carne, de galinha, de legumes, tempero pronto pro arroz, pro feijão, pra sopa, realçadores de sabor (saquinhos com diferentes cores e indicações, temperos em pastas, etc.temperos industrializados: tabela comparativa nutricional com ênfase no sódio

ATENÇÃO
A composição de sódio em um tablete ou 1 colher (chá) desses temperos varia de 0,9g até 1,7g de sódio por porção. Isso significa no mínimo 45 a 85% da quantidade de sal indicada para um dia inteiro, pois o limite é de 2g de sódio por dia ou 5g de sal (cloreto de sódio).
Atenção – observe o tamanho da porção!

Veja a lista de ingredientes de um caldo de carne, por exemplo:

 Sal, gordura vegetal, amido, açúcar, alho, cebola, extrato de carne (carne bovina), salsa, louro, pimenta vermelha, gengibre, cúrcuma, realçadores de sabor glutamato monossódico e inosinato dissódico, corantes caramelo III e urucum e aromatizantes. Não contém glúten. 

Mas o que tudo isso quer dizer, nutri?

  • O excesso de sódio sobrecarrega os rins, aumenta a pressão arterial e causa hipertensão. Lembre-se sempre que o sódio está presente em vários alimentos de forma natural.
  • Os corantes, que podem ser naturais ou sintéticos muitas vezes podem causar alergias.
  • O glutamato monossódico é um realçador de sabor que afeta, principalmente, as células nervosas, causando alto grau de toxicidade, podendo acionar ou piorar disfunções de aprendizado, Mal de Alzheimer e Mal de Parkinson. Alguns estudos também mostram que as pessoas que têm o hábito de consumir alimentos com glutamato monossódico têm maior chance de engordar.
  • As pessoas que estão habituadas com o uso destes temperos industrializados normalmente se tornam dependentes, pois o paladar se acostuma com o sabor.

Temperos Naturais

Quando falamos em temperos naturais, temos uma imensa variedade deles:

Alecrim Gergelim Cebola
Tomilho Coentro Gengibre
Anis Estrelado Alho Noz-moscada
Ervas-finas Cebolinha Manjerona
Cravo-da-Índia Alho porró Orégano
Pimentas Mostarda Açafrão
Manjericão Cominho Erva-cidreira
Hortelã Sálvia Canela
Cardamomo Cúrcuma/Curry Pápricas
Folha de louro Salsa Raiz-forte

A maioria dos temperos acima, possuem ação anti-inflamatória, antioxidante, possuem compostos bioativos e propriedades funcionais, além de serem fontes de vitaminas e minerais, segundo a Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde e claro, agregam sabores maravilhosos aos alimentos e preparações, sem a necessidade de incluir as versões industrializadas.

Confira algumas receitas bem práticas para você substituir esses temperos industrializados que são bombas de sódio!

Caldo de ervas frescas

Ingredientes

  • 1 cebola grande;
  • 2 dentes de alho sem casca;
  • 1 maço pequeno de cebolinha;
  • 1 maço pequeno de salsinha;
  • 1 col. (sopa) de azeite de oliva;
  • 1 col. (sopa) de vinagre branco;
  • 1 pitada de sal
  • Obs: o vinagre e o sal atuam como conservantes.

Modo de Preparo

Bata tudo no liquidificador e após obter uma mistura homogênea, coloque nas forminhas de gelo e leve ao congelador.

Caldo de legumes caseiro

Ingredientes

  • 2 talos de salsão com algumas folhas;
  • 1 cebola média;
  • 1 cenoura;
  • 1 tomate;
  • 1 alho porró;
  • 2 folhas de louro;
  • 2 dentes de alho;
  • 1 maço de cebolinha e salsinha;
  • 2 cravos;
  • Pimenta a gosto;
  • 1 pitada de sal marinho;
  • 2 l de água aproximadamente.

Modo de Preparo

Lave bem todos os legumes, especialmente as folhas de salsão. Descasque a cebola e corte em quatro partes. Corte a cenoura em fatias grossas e o salsão, em pedaços de cerca de 5 cm. Corte o tomate e o alho porró. Numa panela, junte os legumes, as folhas de salsão e os demais temperos. Adicione a água e leve ao fogo alto. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos. Desligue o fogo e deixe esfriar. Bata tudo no liquidificador. Coloque em forminhas de gelo e conserve na geladeira por até 5 dias ou congele por 3 meses.

Caldo de carne caseiro

Ingredientes

  • 500g de carne (músculo, acém ou pedaços misturados);
  • 1 cenoura picada;
  • 1 xícara de alho porró;
  • 1 cebola picada;
  • 3 a 4 folhas de louro;
  • Ervas aromáticas;
  • Azeite de oliva;
  • Água filtrada.

Modo de Preparo

Em uma panela de pressão, com um fio de azeite, doure a carne dos dois lados. Apenas sobreponha a tampa e deixe que ela termine de cozinhar com o próprio vapor. Depois de cozida, acrescente os legumes e as ervas. Refogue a mistura até que os ingredientes estejam macios. Depois, acrescente água e deixe cozinhar. Após começar a “apitar”, posicione o fogão em fogo baixo e deixe cozinhar por mais uma hora. Após o tempo, coe o caldo com uma peneira, pressionando os ingredientes para que saia toda a água. Deixe o caldo descansar e, com uma colher, retire a camada superficial de gordura que se forma, a fim de deixá-lo mais saudável. Conserve em geladeira. Obs: Os ingredientes que restaram podem ser aproveitados para uma sopa.

Sal temperado caseiro

Ingredientes

2 cebolas grandes picadas;
4 col. (sopa) de alho triturado ou 6 dentes de alho descascado;
1 maço de salsinha e cebolinha;
1 pimentão vermelho sem sementes;
1 col. (chá) rasa de sal.

Modo de Preparo

Bata todos os ingredientes para que virem uma pasta bem homogeneizada. Use no preparo comum das receitas salgadas. A duração deste tempero é de 3 meses na geladeira. Guarde em um vidro bem esterilizado.

Está pronto o seu caldo de ervas, de legumes, de carne e tempero em pasta caseiros. Depois é só acrescentá-los em suas preparações. Super prático e saudável, né?

Tenta na sua casa e nos diz o que você achou! Outra idéia muito legal é plantar seus próprios temperos na sua casa! Não precisa de muito espaço não, olha só algumas idéias para você se inspirar!

idéias mini horta temperos casa

Mirelli Dantas Andrade

Nutricionista | CRN 3-41051

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo desde 2013, especializada em Nutrição Esportiva pela Faculdade Integrada AVM desde 2015 e em Informática em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) desde 2016. Possui aprimoramento profissional em nutrição clínica pela Faculdade de Saúde Pública – USP. Atua como consultora de Nutrição, oferecendo hábitos mais saudáveis para que a qualidade de vida e produtividade seja prioridade para empresários.

Veja todos os posts de Mirelli Dantas Andrade