O peso do peso: aprenda a diferença entre emagrecer e perder peso

diferença entre emagrecer e perder peso

Hoje você vai aprender a diferença entre emagrecer e perder peso e parar de uma vez por todas com a mania de se pesar diariamente, ficar frustrada(o) ou achar que não pode comer o dia todo se quiser emagrecer.

Você tem aquela rotina matinal:

Acorda, faz o nº 1 e/ou nº2, tira toda a roupa e se pesa na balança de banheiro que você tem em casa. Alguns fazem isso de manhã e à noite quando voltam pra casa e até levam um susto porque o peso aumentou. Mas será mesmo que você engordou em apenas 24 horas?

O peso da água

O primeiro fator que faz o seu peso variar em apenas um dia é a composição hídrica do seu corpo. O quanto de água faz parte dele.

Um homem normal de 75Kg tem cerca de 60% do seu corpo formado por água, o que corresponde à aproximadamente 45L. Mas mesmo isso sendo uma base para entender o peso corporal total, existe uma variação que vai depender do sexo, da idade, do estado de treinamento e hidratação e, principalmente, da composição corporal do indivíduo.

De maneira geral, a água está distribuída da seguinte forma no corpo humano:

Tecido corporal Participação no peso corporal total Participação no conteúdo hídrico corporal total
Músculos 43% 55%
Ossos 15% 5%
Tecido adiposo (Massa gorda) 12% 2%
Pele 18% 22%
Órgãos 7% 9%
Sangue 5% 7%

(Adaptado de MARQUEZI, M.L. & LANCHA JUNIOR, A.H., 1998.)

Nossa, não entendi nada dessa tabela, Nutri! Keep calm e vamos explicar!

  • Se você reparar, na primeira coluna temos os “compartimentos” do corpo onde encontramos água.
  • A segunda coluna mostra o quanto eles representam de peso no seu corpo.
  • Já a terceira coluna mostra o quanto cada um deles representa na quantidade de água do seu corpo.

Note que a maior parte do seu peso na balança vai ser de músculos, ossos, tecido adiposo e pele. Já a maior parte da água que compõe seu corpo vai estar nos músculos e na pele.

Então se você é uma pessoa musculosa e bem hidratada, vai acabar pesando mais que uma pessoa com muita gordura corporal e pele ressecada, por exemplo.

Isso faz entender um pouquinho do porque do nosso peso poder variar em apenas 24 horas.

É só imaginar que em um dia você pode beber muita água, fazer exercício (que faz seus músculos reterem água para recuperação), fazer pouco xixi e não fazer cocô, logo você vai ter acumulado água ao longo desse dia e seu peso no final das contas vai ter aumentado quando você olhar a balança à noite. Ou então você, mulher, pode estar no período pré-menstrual, onde muitas vezes há maior retenção de líquidos no corpo. Ou ainda pode ter consumido alimentos ricos em sódio no dia anterior. E quando isso acontece, o corpo “segura” mais líquido para deixar essa relação sódio e água equilibrada (sabe aquela sensação de que o anel está mais apertado no dedo? É puro “inchaço”).

O peso da balança não explica muita coisa

Bom você já entendeu que a água interfere no seu peso. Então agora você vai entender porque as Nutris fazem outras avaliações no consultório, além de pesar na balança.

O peso que aparece na balança não quer dizer muita coisa numa avaliação física. Por isso nós precisamos fazer outras medidas no consultório. Precisamos avaliar a composição desse peso.

Normalmente as primeiras medidas que fazemos são peso e altura. Com elas vamos fazer uma classificação do Índice de Massa Corporal, o famoso IMC. Essa é uma primeira classificação que vai dizer se o seu peso está adequado para a sua altura. A conta é simples:

IMC= Peso(Kg)/Altura(m)2

O resultado dessa conta é dividido assim:

IMC Classificação
<18,5 Baixo peso
18,5 – 24,9 Peso adequado
25 – 29,9 Sobrepeso
≥30 Obesidade


Mas agora imagine o seguinte cenário:

O peso do peso: aprenda a diferença entre emagrecer e perder peso - Diferença Entre Músculo e Gordura - composição corporal

Os dois homens tem a mesma altura e o mesmo peso. E agora Nutri? O que isso quer dizer?

Isso quer dizer que além da água, o percentual de gordura também vai ser importante no peso total do corpo da pessoa. Se fossemos classificar esses dois homens da imagem, ambos seriam considerados obesos pelo IMC. Você concorda com isso ao olhar para seus corpos?

O Peso do Músculo X O Peso da Gordura

Lembram daquela brincadeira da infância de perguntar: “O que pesa mais, 1Kg de chumbo ou 1Kg de algodão?”? Quem não estava ligado acabava sendo levado pela imagem que teria o volume de 1Kg de algodão e 1Kg de chumbo e responderia que o algodão pesava mais.

Ambos pesam absolutamente a mesma coisa, mas o volume ocupado por eles é totalmente diferente.

O peso do peso: aprenda a diferença entre emagrecer e perder peso - Diferença Entre Músculo e Gordura - composição corporal - o que pesa mais 1 kg de algodão ou 1 kg de chumbo?

O mesmo acontece com músculo e gordura. O espaço que cada um deles ocupa no corpo é bem diferente do peso que eles têm na balança.

Olha como 2Kg de músculo e 2Kg de gordura são ao vivo:

O peso do peso: aprenda a diferença entre emagrecer e perder peso - Diferença Entre Músculo e Gordura - composição corporal

Por isso, nós Nutris, fazemos outras medidas em uma avaliação física no consultório. Usamos, além da balança, o adipômetro e a fita métrica. Todas as medidas aferidas serão colocadas em uma fórmula que vai dizer quanto a pessoa tem de Massa Magra e de Massa Gorda.

  • A Massa Gorda é basicamente a gordura que compõe o corpo daquela pessoa.
  • Já a Massa Magra é tudo aquilo que não é gordura (ossos, músculos, água, etc). Só com essa descrição você já volta pro início do artigo e consegue perceber de novo a água interferindo no peso final da balança.

Se de todos os compartimentos do corpo, o músculo é o que mais tem água e que pesa mais também, fica mais fácil de entender como os homens da imagem que colocamos aqui podem ter o mesmo peso, mas um físico tão diferente.

Então hoje você entendeu que:

  • Peso sozinho não diz muita coisa
  • Volume e peso (massa) são diferentes
  • O mesmo volume de músculo vai pesar mais do que o de gordura
  • Água interfere no peso final, e varia ao longo do dia

Então a variação de peso de um dia pode ser principalmente pela hidratação e/ou desidratação. Logo não quer dizer que você engordou ou emagreceu. Você só ganhou ou perdeu peso. Para avaliar se você emagreceu (perdeu gordura) ou engordou (ganhou gordura), é importante fazer medidas que mostram mudanças no seu volume corporal e que no final das contas (literalmente) vão responder seu percentual de massa magra e massa gorda. E isso não vai mudar de um dia pro outro.

Agora que você entendeu a diferença entre emagrecer e perder peso, precisamos te contar que o pior peso que você pode ter é o peso na consciência!

Pare de atribuir o simples peso na balança como o sucesso ou o fracasso da sua reeducação alimentar. Aproveite suas mudanças de hábitos, saiba que um dia de maior consumo de bebidas, doces e salgados pode ser facilmente compensado, quando são exceções em uma rotina mais saudável de alimentação e exercícios.

Se pesar todo dia não é um parâmetro pra aliviar ou aumentar o seu peso na consciência. Deixe o trabalho e as contas para a Nutri que te acompanha, ela vai saber interpretar melhor e te explicar o que tudo isso quer dizer. Além de te ajudar a percorrer o caminho para um corpo e saúde melhores. Aí sim a vida fica muito mais “LEVE”. 🙂

Referências

MARQUEZI, Marcelo Luis; JUNIOR, Antonio Herbert Lancha. Estratégias de reposição hídrica: revisão e recomendações aplicadas. Revista Paulista de Educação Física, v. 12, n. 2, p. 219-227, 2017.

Petroski, E.L. (1995). Cineantropometria: Caminhos Metodológicos no Brasil. I: A. Ferreira Neto, S.V. Goellner & V. Brachat (Org.). As Ciências do Esporte no Brasil. (pp. 81-101).

Beunen, G. Borms, J. (1990). Kinanthropometry: roots, developments and future. Journal of Sports sciences, n.8, pp. 1-15.

Foto Músculo X Gordura (peso): http://besttrainersclub.com.br/cuidado-com-a-balanca-musculo-x-gordura/

nutricionista debora dias cabral

Débora Dias Cabral

Nutricionista | CRN 4-12100272

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) em 2012 e Mestre em Saúde Pública na subárea de Epidemiologia pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) desde 2015.

Defende o conceito ampliado de saúde. Muito além da ausência de doenças, a saúde é o bem estar físico, social e emocional. Os alimentos são essenciais para suprir essas esferas.

Veja todos os posts de Débora Dias Cabral

Natali Carol Fritzen

Nutricionista | CRN 8-8434

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2012, Natali procura impactar a vida de pessoas por meio de sua profissão. Já realizou residência multiprofissional em Atenção Hospitalar na área de concentração Saúde do Adulto e do Idoso no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 2015.

Veja todos os posts de Natali Carol Fritzen