16 . out . 2018 Comportamento Alimentar  

Conheça os sinais de fome e saciedade e equilibre sua alimentação

Conheça os sinais de fome e saciedade e equilibre sua alimentação

A base de uma vida saudável para qualquer ser humano é fundamentada em um principal fator, a alimentação. Os sinais de fome e saciedade são transmitidos a fim de controlar essa alimentação para que possamos manter equilíbrio, porém conter esses sinais não é tão simples assim, e nós vamos te explicar o porquê.

Fatores que influenciam nos sinais de fome e saciedade

Várias causas estão associadas aos sinais de fome e saciedade, por isso, vamos te explicar um pouquinho quais são esses fatores!

Fatores neuronais

O controle da ingestão de nutrientes depende de uma série de sinais que atuam sobre o sistema nervoso central, e a ingestão alimentar e o gasto energético são regulados por uma região no cérebro chamada hipotalâmica. Nessa região encontramos diversos hormônios que são responsáveis pela saciedade e acabam interagindo com nossos hormônios, o que pode resultar em sinais de fome.

Descontrole de hormônios da saciedade

A leptina e a insulina são dois hormônios que nós produzimos no corpo e que são responsáveis pelos sinais de saciedade.

Em alguns casos, algumas pessoas acabam não produzindo esses hormônios ou produzem em excesso, podendo ser por conta do estilo de vida, ou mesmo por um fator genético, e esse excesso ou falta, acaba prejudicando nossa sensibilidade em identificar a saciedade.

Fatores intestinais

A presença de um alimento no nosso intestino e até a sua absorção também contribui para o controle do apetite. No nosso intestino é produzido um hormônio chamado grelina, e ele é um dos mais importantes indicadores da fome, pois quanto mais alta estiver, maior será nosso apetite.

Sua concentração está sempre mais alta nos períodos que ficamos em jejum e antes das refeições, e diminui imediatamente após a alimentação, o que diminui a fome.

Fatores emocionais

A fome emocional é uma vontade de comer por conta de fatores emocionais e não por necessidades fisiológicas. Situações depressivas, de maior estresse ou ansiedade, acabam aumentando essa “necessidade”, principalmente com os alimentos de maior valor calórico.

Esse é um dos principais e mais comum dos fatores associados a fome e saciedade, por isso escrevemos um artigo que explica muito bem esses sinais: Tipos de fome: Você tem fome de quê?

5 comportamentos que influenciam na sua fome e saciedade

Agora que você já sabe um pouquinho sobre os sinais de fome e saciedade, convido você a experimentar 5 novos comportamentos:

  1. Mastigar bem os alimentos e comer com calma e atenção
  2. Praticar mindful eating (se você não sabe o que é, confira esse artigo!)
  3. Planejar a sua rotina e estabelecer horários para as refeições
  4. Prestar atenção no tipo de fome que tem sentido: é emocional (do pescoço para cima)? Ou é fisiológica (aquela que chega a roncar a barriga)?
  5. Tomar bastante água, pois muitas vezes nosso cérebro confunde nossos sinais de fome com sede
Referências

HALPERN, Z, S.; RODRIGUES, M. D. B.; COSTA, R. F. Determinantes fisiológicos do controle do peso e apetite. Rev. Psiq. Clin. 31 (4); 150-153, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rpc/v31n4/22397. Acesso em: 21 de set. 2018

SANTOS, Manoel Antônio dos. Você tem fome de quê? Grupoterapia nos transtornos alimentares. Rev. SPAGESP,  Ribeirão Preto ,  v. 2, n. 2, p. 37-48,   2001 .  Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-29702001000100006&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 21 set.  2018.

Laís Bolela

Nutricionista | CRN8-8548

Formada em Nutrição pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná desde 2013 e atua como nutricionista clínica e esportiva com foco em controle alimentar e redução de peso.
Prezo pela saúde e qualidade de vida em todos os meus atendimentos, pois acredito que cada ser humano é único e precisa de um tratamento individualizado e personalizado.

Veja todos os posts de Laís Bolela